Tanoeiros a exercer  a sua arte no Funchal.

Os Tanoeiros

Não são apenas os lagares que estão preparados  para a pisa da uva, mas também os barris estão  prontos a receber  o mosto, fase esta muito importante em todo este  processo.
No  entanto,  é o produtor  que fica no centro do palco, enquanto que o tanoeiro  permanece sempre no  “lugar do ponto”.

Foram precisos anos de ensaios para que  estas câmaras de fermentação tivessem as condições ideais para “hospedar” o vinho: a madeira apropriada, a  espessura certa,  o ferro para as aduelas  adequado, etc. Enfim, estes contentores tinham que ser fortes o suficiente para aguentar o transporte em carros de bois por longas  vias, e depois serem empurrados no mar por nadadores, serem ainda içados para os barcos e finalmente carregados para cá e para lá um número indeterminado de vezes. Tinham que ser  resistentes a um tempo  ao  calor e ao frio, não podiam  de forma alguma verter ou  perder vinho por  evaporação e também  não podiam ficar  completamente vedados  ao ar.

Uma forma tradicional e já em desuso de transportar os barris.

Um passo  à frente das peles de cabra  para o transporte do  mosto, estão os carros de bois   para  o  transporte dos barris.

Durante séculos os toneis de vinho foram feitos na Madeira. As  aduelas eram sempre manufacturadas, pois  tinham de ter uma espessura apropriada que só a mão humana consegue atingir.  Tiras de casca do tronco das bananeiras ainda servem para tapar fissuras. Mas nos nossos  dias, a maioria dos toneis vem do Porto.

Os barris são esfregados até à exaustão, só terminando quando  sai água  límpida, que  é  testada a contra-luz para  haver a  certeza  absoluta de  que nenhumas impurezas poderão  misturar-se com o  vinho novo e estragar  o  que poderia vir a ser um néctar.

Houve tempo em que também pequenos barris serviam para o transporte do vinho novo ou mosto.

Se fizer  uma visita  à Madeira, não se admire por alguns habitantes terem pernas curtas... Alguns “Borracheiros”  também  transportam o mosto  em  pequenos barris.

Um banco de trabalho onde o tanoeiro  aplaina a madeira para o barril.

Pedaços de madeira e serradura pelo  chão -  produto de um dia de  trabalho  do  tanoeiro,  artífice  que  faz  todos  os  preparativos necessários  para  que o barril possa receber  o mosto.

Os Borracheiros

Os Tanoeiros

 

A magia das Estufas

O envelhecimento

Produtores

Volte ao topo

Produção

Tempo de vindimar

O Lagar

Página Príncipal

Picture

Copyright 1997 Bjelkaroy & Barbosa, Design by Limbo